quinta-feira, 18 de abril de 2013

1% DE CHANCE? 100% DE FÉ!

Que noite, TRICOLORES! Que noite!

Não sei nem mais o que falar, o que comemorar, o que gritar, o que sentir. É uma mistura de sentimentos bons que parece que o coração vai explodir.

Uma classificação com gosto de título. Na raça, no merecimento, na vontade, na paixão, no amor a camisa. 

Deus quis que o primeiro gol saísse dos pés DELE. O cara, o questionado das últimas semanas. O cara dá tapa com luva de pilica toda vez que é questionado. Aposentar? Para com isso, minha gente! Esse dia vai chegar, a gente sabe, mas ele vai nos dar muitas alegrias antes disso! Como a que deu ontem.

Será que ainda têm o que falar dele? Sempre terá! Os outros o chamarão de arrogante, até os últimos dias de sua vida. Inveja, pura inveja! E quando ele falhar - porque é um ser humano, apesar de por muitas vezes parecer um super herói - vão se deliciar, porque é a única coisa que podem fazer diante de um M1TO!

Foto: Estadão Esportes
MUITO, MUITO, MUITO OBRIGADA, CAPITÃO! Por não esmorecer na hora que te criticam! E por ainda acreditar na gente. Meu coração é seu, meu Capitão!

É tanta coisa prá falar. O que foi Ganso na partida de ontem? Honrando o valor que foi pago por ele. Cadenciando o jogo, acalmando os ânimos quando necessário, segurando a bola no meio de campo e dando um belíssimo passe pro segundo gol do TRICOLOR.

O que foi Lucio ontem? Monstro, cara de bravo, focado, concentrado. Rogério não fez nenhuma defesa ontem. A bola não chegou a ele....

O que foi o Osvaldo, inteligente, jogando pro grupo?

O que foi Paulo Miranda, com a responsa da vaga improvisada? Fez o que lhe foi proposto: Marcar!

O que foi Carleto, definitivamente o dono da lateral esquerda? Atacou e muito!

Impecável postura! Do time todo! Ao contrário do senhor camisa 10 de lá, que podia aparecer somente por sua incontestável habilidade, mas prefere dar entrevistas no intervalo, dizendo que só veio a São Paulo prá treinar e brincar. O peixe morre pela boca, jamais subestime ninguém, Ronaldinho. Você não precisa disso!

O campeonato agora é outro. O Atlético-MG é, sim, um grande time, tem que ser respeitado e agora virão mais dois jogos pela frente. Não será fácil e a gente sabe que nada está ganho. Mas agora vamos brigar, de igual prá igual. Como o São Paulo sempre fez. Porque isso é São Paulo!

Que venha agora cada decisão. Vamos buscar. Não somos os favoritos, claro, mas não nos tratem como a zebra que está lá por sorte!

Dia 17 de abril de 2013. O dia em que 100% de fé superaram 1% de chance! E eu estava lá. Check, mais uma noite prá ficar na minha história TRICOLOR!


4 comentários:

TheGhostRider disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gilson disse...

Dormi muito pouco, sem voz, emocionado...
Esse jogo começou pra mim faz tempo.
Obrigado por estarmos juntos na fé !!!

Tânia Barbato disse...

Eu não dormi nada. Estou a base de red bull e café. To um caco, com sono, com dor no corpo, sem voz. Parece que vim da guerra. E pensando bem, viemos mesmo!
Obrigada você também por acreditar comigo também! Vai ser difícil a partir de agora, mas o dia 17 de abril é nosso! Ninguém tira!

Alexandre Gomes Bruno disse...

Também estou meio moído, sem voz, cansado... mas faria tudo isso de novo hoje, se fosse preciso ...
Não é todo dia que podemos viver emoções como a de ontem... Quem foi, não se esquecerá jamais!