terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Quatro anos seguidos? É difícil!


Se ganhar o Brasileirão três vezes seguidas já é uma tarefa inédita e que, dificilmente, alguém fará de novo, imagina quatro vezes consecutivas.

Era isso que o São Paulo estava tentando no último domingo, no Serra Dourada: Brigar por mais esse recorde, entre tantos que o clube já tem. Mas, infelizmente, pegou um Goiás bem armado, motivado para simplesmente JOGAR BOLA, mesmo não disputando nada (ao contrário de alguns times por aí) e que fez o que tinha que fazer quando esteve com a bola nos pés.

O São Paulo não jogou mal. Hugo sofreu muitas faltas, estava bem marcado; a defesa sentiu falta de Miranda, já que Rodrigo não jogava há um tempo; Junior Cesar desceu demais para atacar e esqueceu de voltar prá ajudar na defesa; Richarlyson faz falta, sim, para o São Paulo; Washington jogou seu limite e estava na área quando precisamos, mas é fato que Dagoberto fez falta na correria da área nesse jogo. Poderia ter desequilibrado. Mas ficar contando com "se" e "seria" não justifica. Esse São Paulo de 2009 é limitado. Não é de longe o time de 2006 e 2007, tetra e penta, consecutivamente. E pelas ausências em meio campo e ataque que temos, até que chegamos longe no campeonato.

Se lembrarmos que em agosto, o time estava na rabeira da zona do rebaixamento e conseguiu essa grande arrancada rumo ao G4 e quase ao título, o ano de 2009 foi um feito. Claro que eu e todos os são paulinos queriamos o "Heptra". Claro que uma derrota nunca é bem vinda. E claro que estava acostumada a comprar a minha faixinha todo final de ano. Mas fico feliz de ter visto a reação do time e de saber que chegamos no limite que poderíamos.

Uma coisa é certa, e que foi dita por um amigo meu: A disputa não foi justa. Enquanto um time correu essa rodada com barreiras, tentando passar uma a uma, e enfrentando um jogo difícil, o time carioca, correu livre, sem importunação, contra um time que claramente não se esforçou. Porque quando teve uma barreira, empatou em casa com o Goiás.

Longe de mim, acusar qualquer time ou jogador. Cada um faz o que sabe e o que deve ser feito no seu ponto de vista. Mas o mundo dá voltas. E se é prá perder na bola, contra um time que jogou melhor e mereceu, ok, eu aceito! Porque isso prá mim é futebol.

Estarei, claro, no Morumbi domingo. Porque fui em todos e não é agora que vou deixar de ir. Por que faço parte da torcida que não é modinha do São Paulo. Sim, a gente existe. Rs! Vou torcer muito para ganharmos do Sport, pegarmos nossa vaga tranquila para a Libertadores 2010 e, lógico, torcer para Grêmio, Santo André e Botafogo dar aquela ajudinha, JOGANDO BOLA. E não deixando de fazê-lo !!!!

Saudações Tricolores!!!
Por Tânia Barbato

7 comentários:

Maria Laura disse...

Pode assinar embaixo???
É isso mesmo, saímos de cabeça erguida e jogando no nosso limite, o time tem uns 3 ou 4 jogadores especiais que dão o sangue, jogam com raça e coração e que valem por times inteiros. Esse é o nosso tricolor, o campeão dos campeões e que ainda vai dar muita alegria pra gente, isso pode ter certeza.

Heróis disse...

Amei este blog Tania!
É isso aí, talvez não ganhemos o campeonato, mas e daí? Somos 6-3-3. Ninguém tira isso da gente. E domingo que vem força total, rumo à Libertadores e quem sabe esse jogo ainda não vira? Sei lá... o fuitebol tem dessas coisas...

beijão

Lena

beijão e saudações tricolores

Helena

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Débora disse...

A nossa incompetência não é depositada na conta de ninguém.=, nós temos plena consciência dela. Os reais torcedores, akeles que acompanham de verdade sabem que o time fez esse ano uma campanha excelente. Ok, ganhar título é bom, a gente se acostumou e tal.

Só q o time é limitado e teve uma arrancada sensacional. E. sim, outros times nos atrapalharam, assim como atrapalharam o Grêmio no ano passado. Os juizes foram mal, assim como foram no ano passado. Mas a nossa incompetência em perder em casa pro Atlético/MG e empatar com o Coritiba nunca foi discutida, nós sabemos dela.

O que a Tânia colocou aqui é algo que acontece com muita frequência no futebol Brasileiro: o que importa é ver o outro se ferrar, posso não ganhar, mas ele tem q perder.

Portanto, se ser profissional é não jogar com vontade, é não estar nem aí pro time ganhar ou perder, eu preciso rever meus conceitos. Pois posso dizer que eu não gostaria de perder só para ver o outro não ser campeão.

Quem torce pro TRIcolor não precisa disso.

deboramb disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lugar de mulher é no estádio disse...

Só para deixar claro, os comentários são livres e muito bem vindos. Mas anônimos não rola. Quer dar sua opinião? Então, dê seu nome também.
Abraço

Anônimo disse...

Olá meninas.

É isso aí. Quem tem opinião a dar deve também assumir essa opinião. Manter comentário sem nome é como dar aval a alguém que não existe.

Sou Corinthiano, não acho que o meu time tenha entregado o jogo e concordo que se o São Paulo perder o campeonato, será por conta dos pontos desperdiçados, e não porque o Corinthians não jogou bem contra o Flamengo... Assim como o meu time foi rebaixado em 2007 por sua falta de méritos, e não porque o Inter não se empenhou em jogar contra o Goiás na última rodada.
Vocês tem um bom time, que ainda está na disputa. Esqueçam o jogo do Corinthians, esqueçam o jogo do Grêmio e torçam para o São Paulo ganhar. Quem joga futebol, sabe que qualquer coisa pode acontecer, não fosse isso, não seria necessário realizar o jogo e poderiam dar a taça ao Flamengo ainda hoje... Quem sabe os reservas do Grêmio não resolvem mostrar serviço? Nada tenho contra o São Paulo, que seja campeão se o merecer, assim como que seja o Flamengo se assim também o merecer.

Que os "deuses da bola" façam seu trabalho, e teremos outros assuntos mais legais na segunda feira.

Abraço,

John